Dermatite Atópica X Inverno


Você tem dermatite atópica e sofre com a dificuldade para controle dos sintomas? Sempre apresenta piora no inverno e tem dificuldade para identificar o que desencadeia suas crises? Espero que esse artigo esclareça suas dúvidas e o ajude a identificar seus fatores desencadeantes para que você tenha um melhor controle da doença, melhorando assim sua qualidade de vida.


O QUE É A DERMATITE ATÓPICA?


A dermatite atópica, também conhecida como eczema atópico, é um dos tipos mais comuns de dermatite. É uma dermatose inflamatória, crônica que leva ao aparecimento de erupções na pele que coçam, apresentam crostas e tem predileção por áreas de dobras, principalmente dos braços e da parte de trás dos joelhos.


CAUSAS:

A causa exata da dermatite atópica é desconhecida, mas acredita-se que tenha uma etiologia multifatorial.

Uma das causas mais prováveis pode ser uma combinação de pele seca e irritável com um mau funcionamento no sistema imunológico do corpo.

Acredita-se também que a dermatite atópica tenha uma fator genético envolvido e que as causas desse tipo de dermatite possam estar atreladas às causas da asma e da rinite alérgica, mas nem todas as pessoas que possuem essas doenças desenvolvem dermatite atópica ou vice-versa.

A doença pode surgir ou ser desencadeada por substâncias que provocam reações alérgicas, como as presentes nos pelos dos animais de estimação, condições ambientais como roupas que provocam coceira, banhos quentes, clima frio e seco e emoções como o estresse, também podem desencadear esta condição.

Logo, a dermatite atópica é o produto da interação entre genes de susceptibilidade, uma barreira cutânea deficiente, o meio ambiente e as respostas imunológicas do indivíduo.

E é importante salientar que não é uma doença contagiosa!






FATORES DE RISCO:


Existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento de dermatite atópica, como:

  • Alergia a pólen, ácaros ou animais;

  • Contato com materiais ásperos;

  • Pele seca;

  • Exposição a irritantes ambientais;

  • Exposição à água;

  • Fragrâncias ou corantes adicionadas a loções ou sabonetes;

  • Estresse.


SINTOMAS:

Embora a doença permaneça durante toda a vida, os sintomas podem desaparecer à medida que a pessoa envelhece, mas a pele continuará seca e sensível.

As manifestações clínicas da dermatite atópica variam com a idade e apresentam características peculiares. Geralmente 3 fases podem ser identificadas:

  • Dermatite atópica infantil (3 meses aos 2 anos).

  • Dermatite atópica pré-puberal (3 anos aos 12 anos).

  • Dermatite atópica da adolescência e do adulto (a partir de 12 anos).

A principal característica da dermatite atópica é a pele seca com coceira constante, que pode apresentar ferimentos pelo ato de coçar.

Lesões em placas, com áreas secas ou descamação, principalmente em regiões de dobras da pele.

Em bebês e crianças a doença manifesta-se geralmente no rosto, nos cotovelos ou nos joelhos, podendo apresentar também em outras regiões do corpo.

Nas crianças maiores e nos adultos, as lesões se localizam mais nas áreas de dobras do corpo, como pescoço, cotovelo, atrás dos joelhos, mãos e tornozelos.


DIAGNÓSTICO DA DERMATITE ATÓPICA:


Não existe um exame específico para o diagnóstico definitivo da doença, logo, o diagnóstico é clínico, feito pelo médico através do exame da pele, levando em consideração o histórico médico e familiar do paciente.


A DERMATITE ATÓPICA TEM CURA?


Essa é uma das perguntas mais frequentes por quem é acometido por essa condição. A dermatite atópica é uma doença crônica, que é possível controlar com tratamento adequado, evitando os irritantes e mantendo a pele bem hidratada.

Nas crianças, ela começa a desaparecer por volta dos 5 ou 6 anos, mas podem ocorrer crises com frequência. Nos adultos a doença é geralmente prolongada ou recorrente.






A DERMATITE ATÓPICA PIORA NO INVERNO?


Sim, as pessoas que possuem a dermatite tendem a ter pele seca com maior probabilidade de crises no inverno, devido às mudanças de hábitos nesse período, como banhos muito quentes, contato com roupas de lã, diminuição da ingesta de líquidos, entre outros.


TRATAMENTO:


Existem diversos tratamentos que ajudam no controle da dermatite atópica. O tratamento é feito à base de medicamentos. Existem pomadas ou cremes muito eficazes no controle da dermatite, que devem ser corretamente indicadas e usadas, com acompanhamento médico adequado, para evitar efeitos colaterais em longo prazo.

Anti-histamínicos por via oral podem ser necessários para ajudar no controle da coceira.

Nos casos mais graves, nos quais os ferimentos provocados por coçar a pele possam apresentar contaminação, pode ser necessário o uso de antibióticos. Alguns casos podem necessitar de internação para controle adequado do quadro.

Faz-se necessário que se siga rigorosamente as orientações dadas pelo médico e jamais se automedicar.


PREVENÇÃO E CUIDADOS:


  • Manter a pele sempre hidratada, usando hidratantes, cremes ou loções duas a três vezes ao dia, de preferência após o banho com a pele ainda úmida, já que isso ajuda a reter a umidade da pele. Os hidratantes não devem ter álcool, perfumes, fragrâncias, corantes ou outras substâncias químicas;

  • Evitar banhos quentes e demorados e utilizar sabonete suave ou produtos de higiene sem sabão (como os syndets);

  • Jamais usar buchas vegetais ou esfoliantes na pele;

  • Usar toalha macia para secar a pele e fazer isso de forma suave, sem esfregar;

  • Usar roupas de tecido de algodão ou tecidos macios, evitando roupas com fibras ásperas e roupas apertadas que possam provocar coceira;

  • Sempre que possível, evitar mudanças bruscas de temperatura e atividades que podem causar suor e piorar ainda mais a situação;

  • Usar umidificador se o tempo estiver frio ou seco;

  • Conhecer os fatores que provocam piora nos seus sintomas, para evitá-los;

  • Manter as unhas curtas para evitar ferir a pele ao se coçar;

  • Reduzir o estresse de sua vida;

  • Quanto à alimentação, nada está comprovado, mas se sugere que leite de vaca e ovos possa ter um papel no surgimento da dermatite atópica.


AGENDE JÁ SUA CONSULTA COM A NOSSA DERMATOLOGISTA DRA ALEXANDRA COIMBRA E INICIE JÁ SEU TRATAMENTO !!






Fale conosco

(17) 981291021



Botão Whatsapp 001.png