Revolucione sua Beleza! Não se renda a flacidez

Atualizado: 16 de fev.


A flacidez da pele é um dos sinais mais comuns do envelhecimento e ela pode ser notada tanto no rosto, quanto no corpo.

Mas você sabe como a flacidez ocorre e que existem formas para preveni-la? E que, quando ela já ocorre existem tratamentos para melhorá-la?

A flacidez é o resultado de um processo natural da pele decorrente do envelhecimento, que leva à perda de elasticidade e sustentação da pele. Com a idade, gradualmente nossa pele vai sofrendo uma queda na produção de colágeno, que promove firmeza, sustentação e elasticidade à pele, além de ácido hialurônico, que é uma molécula responsável pela hidratação da pele e, pelo aspecto de preenchida, que garante os contornos faciais. Visualmente, a flacidez é notada pelo aspecto mais frouxo da pele. O enfraquecimento muscular (perda do tônus muscular) pelo processo de envelhecimento, pela falta de estímulos e de atividades físicas, também leva à flacidez.

Você pode perceber através desta ilustração, as mudanças que ocorrem no interior da pele e que causam a flacidez.

Perceba que na pele jovem, as fibras de colágeno e elastina estão fortes e bem organizadas e à medida que envelhecemos, essas fibras se tornam enfraquecidas. As novas fibras de colágeno que são produzidas, não possuem boa qualidade ou não se organizam da mesma forma que antes. Resultando no surgimento das rugas, linhas de expressão e no afrouxamento da pele.






Isso significa que pode haver a produção de colágeno que não melhora a flacidez? A resposta é sim! Quando as células envelhecem, não desempenham suas funções da mesma forma de quando eram jovens e o mesmo ocorre também com as células que sintetizam o colágeno e as fibras elásticas, que são produzidas, mas de forma desorganizada, não conseguindo manter a estrutura de sustentação da pele, como mostrado no esquema.

Logo, em decorrência do próprio processo natural de envelhecimento, há uma perda de elasticidade tanto no rosto, quanto no corpo, mas, existem também outros fatores que podem desencadear a flacidez da pele ainda na juventude, como a influência hormonal, a genética, a gravidez, podendo ser agravada ainda, por maus hábitos, como uma alimentação ruim, sedentarismo, obesidade e tabagismo.

Logo, a flacidez pode ser prevenida com mudanças de hábitos alimentares, prática de atividades físicas, controle do peso e uso de dermocosméticos adequados para a sua pele.

Juntamente a todas essas informações, atualmente existem procedimentos e tecnologias que contribuem na prevenção e melhora da flacidez, tanto facial quanto corporal, como os preenchedores faciais à base de ácido hialurônico, os bioestimuladores de colágeno, que podem ser usados para aplicação tanto no rosto, quanto no corpo e tecnologias como o ultrassom microfocado, por exemplo, que conferem sustentação e produção de um novo colágeno, com melhora considerável na pele.






Os preenchedores faciais são produtos à base de ácido hialurônico, que são injetados em pontos específicos da face, com o objetivo de melhora de contornos, volumização e sustentação da pele.

Já os bioestimuladores de colágeno como a hidroxiapatita de cálcio, ácido poli-l-lático e policaprolactona, podem ser aplicados tanto no rosto, quanto no corpo e agem ativando as células produtoras de colágeno quando absorvidos. Logo, a produção de colágeno permanece por alguns meses, mesmo depois da absorção do produto.

O colágeno é uma proteína importante, responsável pela firmeza, elasticidade e qualidade de textura da pele, com o decorrer dos anos, a produção diminui e os bioestimuladores agem acelerando novamente essa produção, resultando, progressivamente, em melhora da flacidez da pele, tornando-a mais firme e saudável.

O ultrassom microfocado, mais conhecido como ultraformer, é um equipamento, que também pode ser usado tanto no rosto, quanto no corpo para a melhora da flacidez. As ondas do ultrassom promovem um aquecimento no local aplicado, o que gera todo um processo com formação de colágeno tipo III, ácido hialurônico, colágeno do tipo I e reorganização de fibras de colágeno e elastina, com isso restaurando suas funções de sustentação da pele, com consequente melhora da flacidez.

Quando associamos tecnologias, como o ultrassom microfocado aos bioestimuladores temos inclusive uma potencialização dos efeitos, com um resultado muito melhor na flacidez.

Você também deseja melhorar a qualidade da sua pele?


Agende sua consulta conosco e vamos avaliar juntos quais os melhores tratamentos pra você!






Fale conosco

(17)981291021


Botão Whatsapp 001.png